Celulite, é possível melhorar a aparência?

Female squeezes cellulite skin on her legs - close-up shot on white background

A Lipodistrofia Ginóide, conhecida popularmente como celulite, é uma queixa muito frequente que atinge até 98% das mulheres e em menor proporção os homens. Os locais mais afetados são nádegas, culotes, abdome e coxas.

A sua causa é multifatorial devido a associação de fatores como predisposição genética, alterações hormonais e distúrbios circulatórios locais e se agrava devido à presença de gordura localizada e flacidez cutânea. Esses fatores levam a uma inflamação na pele que vão formar pontes endurecidas que se ligam ao tecido gorduroso. São essas pontes que puxam a pele pra baixo, dando o aspecto de “furinhos”.

Não existe um tratamento único para melhorar a causa, mas uma associação de medidas que melhoram seu aspecto. Dieta e atividade física são imprescindíveis para ter melhora do quadro como o controle do açúcar e ingestão líquida adequada.

Os principais tratamentos estéticos que nós temos na atualidade são os bioestimuladores de colágeno que vão melhorar o aspecto da flacidez de pele aumentando o colágeno local.

Outros tratamentos incluem a subincisão, ultrassom macrofocado, radiofrequência e não menos importante as drenagens linfáticas. Dessa forma, conseguimos através de associação de tratamentos ter uma melhora significativa do aspecto das indesejáveis celulite.